Carregando...

FRANCISCO COCULILO

(Rio de Janeiro, RJ, 1895 - 1945).

Enseada de Botafogo vista do Morro da Urca - c.1941

Estudou com o pintor catalão Luis Graner no Liceu de Artes e Ofícios do Rio de Janeiro. Realizou individuais em diversas cidades brasileiras. Como seu mestre, dedicou-se principalmente à paisagem. Segundo José Roberto Teixeira Leite, que o registrou em seu Dicionário crítico de pintura no Brasil, "sua pintura é despretenciosa, retratando de preferência a natureza do Rio de Janeiro e seus arredores, em linguagem algo repetitiva, mas a que não falta certa sensibilidade".

Avenida Niemeyer - c.1940Foi incluído na mostra Cidade Maravilhosa: uma iconografia carioca - 1920-1980, realizada pelo Instituto Moreira Salles com obras de seu acervo no Rio de Janeiro. Comentando uma das três obras do artista reunidas nesta exposição, "Baía de Guanabara", diz Paulo Herkenhoff: "A vista do Rio, pintada de Niterói, articula a trilogia de elementos 'naturais' das imagens de Coculilo: o detalhe da vegetação em primeiro plano, constrastando a linha vertical dos troncos com o emaranhado da folhagem; o mar como zona plana e a fusão montanha-cidade". Outra das características estilísticas de Coculilo, apontada pelo crítico, é o enquadramento da cidade e da natureza numa cena única.

Enseada de Botafogo - c.1930

Fonte: www.evandrocarneiroleiloes.com e catálogo de leilão do Escritório de Arte Soraia Cals




© www.artenarede.com