Carregando...

ANNA VASCO

(Rio de Janeiro, RJ, 1881 - 1938)

De família abastada, recebeu refinada educação artística e musical, tendo estudado pintura em caráter particular com o famoso aquarelista alemão Benno Treidler para se tornar ela própria excelente aquarelista, na senda aberta pelo mestre.

Copacabana em 1907

Estreou na Exposição Geral de Belas Artes de 1898 com um conjunto de 13 aquarelas, voltando a participar desse certame em 1900, 1901, 1904, 1905 (medalha de prata), 1906, 1907 e 1908, sempre com aquarelas, quase todas fixando bairros e recantos pitorescos do Rio de Janeiro, tais como Paineiras, Silvestre, Ladeira dos Guararapes, Corcovado, Pão de Açúcar, Ipanema, Lagoa Rodrigo de Freitas e particularmente o Leme, que de tão retratar granjeou-lhe o cognome de a aquarelista do Leme.

Leme em 1905

Casando-se em 1920, afastou-se gradativamente da atividade artística. Sua irmã Maria Vasco (1879-1965), também aluna de Treidler, estreou igualmente na Exposição Geral de Belas Artes de 1898, desenvolvendo carreira como boa aquarelista, antes de em 1911 radicar-se em Lausanne, onde faleceu.

Enseada de Botafogo - 1901

Em 1982 a Galeria de Arte do Banerj dedicou a Anna Vasco uma retrospectiva, ao mesmo tempo em que publicava um álbum com reproduções de oito de suas aquarelas. O Museu Nacional de Belas-Artes e a Biblioteca Nacional conservam obras de sua autoria.

Fonte: CD Rom 500 anos da Pintura Brasileira.




© www.artenarede.com