Carregando...

PEDRO BRUNO

(Ilha de Paquetá, RJ, 1888 - 1949)

Pintor, escultor e paisagista, Pedro Bruno se dedicou, em sua adolescência, ao estudo da arte do Canto; para tanto, se fixou na Itália, país de origem de sua família, entre 1905 e 1910. Retornando ao Brasil, se estabeleceu na Ilha de Paquetá, recanto cujos encantos naturais se tornariam uma fonte perene de suas inspirações; foi ali que Pedro Bruno se iniciou no estudo da pintura, com o mestre Schettino.

 Matriculou-se posteriormente na Escola Nacional de Belas Artes (ENBA), onde foi aluno de Baptista da Costa. Já em 1912, com uma paisagem denominada Manhã azul, recebeu uma Medalha de Bronze na Exposição Geral de Belas Artes, e, em 1919, conquistou o Prêmio de Viagem ao Estrangeiro nesse mesmo certame, com aquela que talvez seja a sua mais famosa tela, Pátria.

Recanto em Paquetá

Dirigiu-se novamente para a Itália, onde, entre, 1920 a 1922, estudou com Antonio Sciortino. Era pintor já maduro, tanto que entre 1921 e 1922, ministrou as aulas da Classe Geral Praia em Paquetá - c.1945de Nu na British Academy of Arts instalada em Roma. De volta ao Brasil, realizou diversas exposições individuais no Rio de Janeiro, São Paulo, Recife e Porto Alegre, e voltou a participar das Exposições Gerais, onde conquistou a Medalha de Ouro (1925) e a Medalha de Honra (1943). Pedro Bruno foi um entusiasmado promotor das artes e defensor das belezas de sua ilha natal, Paquetá, tendo fundado, junto com Hermes Fontes, a Liga Artística local.

Pescador em Paquetá - 1920

Site do pintor: www.pedrobruno.org

Fonte: www.dezenovevinte.net e www.evandrocarneiroleiloes.com.br

 




© www.artenarede.com