Carregando...

IBERÊ CAMARGO

(1914, Restinga Seca, RS - 1994, Porto Alegre, RS)

Iberê chegou ao Rio de Janeiro em 1942, rebelando-se logo em seguida contra o ensino da Escola Nacional de Belas Artes. Estudou com Guignard, tendo sido um dos fundadores, em 1943, do Grupo Guignard, instalado na rua Marquês de Abrantes, no Rio. Em viagem à Europa, estudou com André Lhote e De Chirico. Realizou diversas individuais no país e no exterior, e é considerado um mestre do abstracionismo brasileiro.  

 

Paisagem de Santa Tereza - 1945

Entre as exposições recentes de sua obra, merecem destaque as retrospectivas realizadas em 1994, no Centro Cultural Banco do Brasil, Rio de Janeiro, em 2001, na Galeria André Millan/Bolsa de Arte de São Paulo, Paisagem do Rio - 1948e em 2003, na Pinacoteca do Estado de São Paulo e Paço Imperial, Rio de Janeiro. Em depoimento para a revista Artis (n. 1, nov. 1982), Iberê Camargo assim se expressou a respeito de sua obra: “Alguém falou que a minha obra também era vida. Não sei quem fez esta referência; alguém disse que fazia pensar na pintura e na vida. Na realidade, a pintura para mim é a razão de ser. Acho que se não pintasse, nada teria sentido para mim. (...) O envolvimento com a pintura existiu desde o início. Eu sempre fui um homem apaixonado. E não sou apaixonado só pela pintura, mas pela vida; apaixonado por tudo.” Para Olívio Tavares de Araújo “sua proposta vital é ética e estética, quem já o viu pintando percebe o porquê do vigor de seu gesto pictórico. Ele cai em transe”.

Arredores da Lapa - 1964

 

Fonte: www.bolsadearte.com




© www.artenarede.com