Carregando...

JOÃO BAPTISTA DA COSTA

(Itaguaí, RJ, 1865 - Rio de Janeiro, RJ, 1926)

Pintor, ilustrador e professor, Baptista da Costa teve uma infância conturbada: de origem humilde, se tornou órfão aos oito anos e pouco depois fugiu para a então Capital Federal, onde se internou no Asilo de Menores Desamparados. Iniciou seu aprendizado de desenho com Antônio Araújo de Souza Lobo, que o estimulou a ingressar na Academia Nacional de Belas Artes, o que ocorreu em 1885. Em 1886, obteve a medalha de ouro e se tornou discípulo de João Zeferino da Costa e Rodolpho Amoêdo, vindo a se formar em 1889. Em 1894 obteve o Prêmio de Viagem ao Estrangeiro com a tela Em Repouso, viajando para a Europa em 1896. Na Academia Julian de Paris, estudou com Robert Fleury e Jules Lefebvre, visitando ainda por outros países como a Alemanha e Itália, onde fixou-se na cidade de Capri.

Lagoa Rodrigo de Freitas

Voltou ao Rio em 1898 e em 1899 expôs os trabalhos realizados no exterior. Atualmente, Baptista da Costa é mais conhecido por sua excepcional produção de pinturas de paisagem, embora tenha sido igualmente exímio como retratista e pintor Trecho da Baía de Gunanabra tomada da Fortaleza de São João - c.1900de cenas de gênero. Além de uma atuação importante no magistério - substituíu Rodolpho Amoêdo na 1ª cadeira de Pintura da Escola Nacional de Belas Artes (ENBA), em 1906 – o artista foi ainda Diretor da ENBA, em substituição a Rodolpho Bernardelli, a partir de 1915. Nesses dois cargos Baptista da Costa manter-se-ia até o seu falecimento, em 1925.

Fonte: www.bolsadearte.com e www.dezenovevinte.net




© www.artenarede.com