Carregando...

ANTÔNIO PARREIRAS

(1860, Niterói, RJ - 1937)

Na infância, estudou desenho com o Visconde do Canto, e em 1883 matriculou-se na Academia Imperial de Belas Artes. No ano seguinte abandonou a Academia para integrar-se ao grupo de alunos de Georg Grimm, do qual tornou-se discípulo. Em 1885 inaugurou a primeira individual em sua própria residência, em Niterói. Embarcou em 1888 para Veneza, onde estudou na Academia de Belas Artes. Retornou ao Brasil em 1889, participando da Exposição Geral de Belas Artes de 1890, a primeira da República recém-proclamada, obtendo pequena medalha de ouro e prêmios de aquisição (três telas). Em 1917, obteve a grande medalha de ouro. Nesse mesmo ano foi contratado para a cadeira de Pintura de Paisagem na Escola Nacional de Belas Artes. Medalha de ouro também na Exposição Universal de Barcelona, Espanha, em 1929.

Pedra da Gávea e Morro Dois Irmãos visto do Arpoador

 Em 1953, na II Bienal de São Paulo, Rodrigo M. F. de Andrade selecionou cinco obras de sua autoria, que figuraram na mostra A Paisagem Brasileira até 1900. Em 1941 sua residência em Niterói foi transformada em Museu Antônio Parreiras.

Praia em Niterói com Pão de Açúcar ao fundo

Baía de Guanabara - 1895

Fonte: www.bolsadearte.com




© www.artenarede.com