Carregando...

ISMAEL NERY

(1900, Belém, PA - 1934, Rio de Janeiro, RJ)

Em 1918 matriculou-se na Escola Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro, revelando-se aluno rebelde ao ensino acadêmico, que acabou abandonando. Em 1921, viajou para a Europa, especialmente Itália e França. Freqüentou em Paris a Academia Julian. De volta à Europa em 1927, entrou em contato com as obras de Picasso, Miró e Chagall, e conheceu André Breton. É considerado pela crítica um precursor do surrealismo no Brasil. Segundo Antonio Bento, sua obra apresenta três fases: a expressionista, a cubista e a surrealista. No final de sua vida, trocou a pintura pela poesia.

Rio de Janeiro

A seu respeito escreveu ainda Antonio Bento: "Do ponto de vista artístico, é notável a segurança do seu desenho, qualquer que seja a técnica ou o estilo adotado. Temas de amor, de poesia e de simples criação formal alternam com especulações plásticas e visuais ou com preocupações de natureza política e social, tornando extenso o campo espectral de sua arte. E foi principalmente nos seus desenhos que Ismael demonstrou, com maior precisão, que a idéia do artista plástico é sempre forma, qualquer que seja o tema tratado." De junho a agosto de 2000, o Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio de Janeiro, apresentou a retrospectiva Ismael Nery: 100 Anos - A Poética de um Mito, comemorativa do centenário do artista, também apresentada, de agosto a outubro desse mesmo ano, na Fundação Armando Álvares Penteado, São Paulo, curadoria de Denise Mattar.

Casal (com entrada da Baía do Rio de Janeiro ao fundo) - 1932

Fonte: www.bolsadearte.com e www.itaucultural.org.br





© www.artenarede.com